segunda-feira, 15 de junho de 2009

Diário dos meus dias

Os dias são como grãos de areia deslizando por entre os dedos. Cada grão é uma estória que se esvai no sopro do vento. Algumas estórias resistem ao tempo, outras infelizmente não. Alguém um dia me disse que as estórias se perdem na fragilidade da memória e vêm a tona quando estamos preparados para escutá-las.
O brilho do alvorecer anúncia lições que estão por vir, novas retratos e memórias irão se juntar no meu diário dos dias.
Sempre que puder faça preces agradecendo a proteção divina... acredite, será um tempo bem gasto.
Pratique a arte do amor, começe por aprender a se amar e prossiga exercitando com seus familiares e amigos. Não conheço ninguém que tenha morrido pelo excesso de amor, rs. Muitas lições serão vivenciadas, isso eu posso afirmar, a grande questão é: "será que você estará apto e disposto a aprender com elas?".
(Gunther dos Santos)

2 comentários:

Bruna Dutra disse...

é maninho, será q estamos aptos? axo que sim, Deus nunca dá mais do que possamos suportar!

bjao te adorooo

Juliane disse...

Adorei o texto e o seu significado. Dessa vez você se superou. :-)